sábado, 29 de maio de 2010

Ele é um bom companheiro(x3), ninguém pode negar.



Hoje dia 29 de maio é o dia dos :

§ Estatísticos.

§ Geógrafos.

§ Energia.

§ Sociólogos.

Legal, né? Parabéns pra eles.

Hoje eu vim falar de uma coisa muito especial, a amizade:

Substantivo feminino.
1.Sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou por atração sexual:
2.
Estima, simpatia ou camaradagem entre grupos ou entidades:
3.
Pessoa amiga; amigo:
4.
Vinculação de caráter exclusivamente social; relações:
5.
Mancebia, concubinato; amasio.
6.Entendimento, fraternidade:
7.
Benevolência, bondade:
8.
Dedicação de certos animais ao homem:

Acreditem, a amizade é bem mais que isso. É aquilo que te faz pagar micos, comprar brigas e ganhar um olho roxo por vezes. Aquela coisa grudenta e nojenta que faz você suportar aquele fedor de CC e abraçar verdadeiramente o seu amigo após ele ter corrido 800m na prova de atletismo e ainda ter ficado em penúltimo.

Eu estava conversando ontem com uma amiga minha e então ela falou sobre a minha amizade com outro amigo meu o Felipe do www.ideiasvolantes.blogspot.com . Eu até entendo o fato dela falar isso, pois eu e o Felipe somos pessoas MUITO diferentes, mas por alguma razão simplesmente somos grandes amigos.

É por essa e muitas outras razões que eu acredito que sim, vale a pena lutar por uma amizade verdadeira, uma amizade que não possui pretensões, que sejam apenas duas pessoas que pela mais estranha razão apenas sorriem ao estar uma ao lado da outra, mesmo que exista uma tela na frente delas.

Então obrigada a vocês: Jonas(s), Felipe(s), Luiza(s), Gabriel(s), Rafael(s), Thiago(s), Vinícius(s), Juliana(s), Letícia(s), Adriano(s), Yasmin(s), Rayssa(s),Fernanda(s)Marcos(s), Fábio(s), Júlio(s0, Alines(s) Neném(ns), Bruna(s), Larissa(s), Bárbara(s) e tantos outros que eu não poderia descrever aqui. Obrigada por estarem comigo, me fazerem rir, me escutarem e por me ensinarem que há sim, várias formas de se amar uma pessoa.

Disse ta dito. :*

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Coloridos


Oi, galera. Misturei activia com balões coloridos e caguei o Cine e o Restart. –mentira.

Sim, hoje, eu vou falar sobre os coloridos.

O jovem, costuma pertencer a uma tribo, um grupo o qual o diferencia da sociedade, mas que ao mesmo tempo faz com que ele seja parecido com os outros indivíduos do mesmo grupo. Normalmente isso acontece porque ele normalmente está revoltado demais para querer se enquadrar na sociedade, mas ao mesmo tempo não quer ser o único a ser diferente, ou até mesmo, pra chamar atenção.#fato

Acho que esse é o quadro dos coloridos, chamar atenção. É muita cor, MUITA cor. Mostrar que eles são obrigatoriamente diferentes de nós, pobres mortais que temos pena dos olhos dos outros, mas ao mesmo tempo, eles também não querem serem os únicos a dar uma de arco-íris.

Até aí tudo bem, o problema é quando certas coisas começam a acontecer.

Tudo bem você gostar de usar roupas coloridas, tudo bem gostar de Cine ou Restart, mas lembre-se: Português é uma matéria importante e boa música não afeta os seus neurônios.

video


Disse? Tá dito. :*

sexta-feira, 21 de maio de 2010

7 Dias de Abstinência


Vamos falar de um assunto sério. Algo que está presente na vida de 50% da população do nosso país. A internet. Como nós temos a ‘‘mania’’ de sempre ver o copo meio vazio, alguns dizem: “Meu Deus, o Brasil é um país tão pobre que a metade da população nunca utilizou a internet”.

A Internet na vida dos Jovens é algo ainda mais presente e os casos de adolescentes viciados na mesma aumentam cada vez mais. Você acha que não? Vamos imaginar que você, querido leitor(a), talvez tão viciado(a) quanto eu, passe uma semana sem a tão amada internet, sabe o que irá acontecer? Irei te ajudar, vou descreverei o que acontecerá em cada um dos 7 dias.

Primeiro, uma introdução, o porquê de ter que ficar uma semana sem internet, a maneira mais comum. O bom e velho castigo. Notas vermelhas, a sua mãe não vê outra solução, a não ser tirar de você seu principal motivo de alegria.

1º Dia- Você está super entusiasmado, acha que isso vai fichinha, uma semana, só isso? Mentalmente você até ri da sua mãe por ela não ter te dado um castigo pior. O dia passa rapidamente e você nem sente falta, mas lembre-se ainda faltam 6 dias.

2º Dia- A sua confiança continua imbatível, e para não se sentir tentado, você fica longe das conversas que envolvam Orkut, Twitter, Facebook e Fomspring. O problema é que tem sempre alguém que chega e fala: “Você viu? O Orkut da Juana tem várias fotos dela com o Rafael”. Mas tudo bem, você apenas se afasta e a vontade de entrar no sue Orkut e olhar aquelas fotos, passa rapidamente.

3º Dia- Você está realmente caindo na real, já não adianta mais se afastar das conversas. Sua crise de abstinência começou e como todas, não muito bem. Você tenta ler um livro, desenhar, passar recadinhos para todos da sala, como se fosse um MSN, mas a sua professora saca a tua e você sai de classe. Você até pensa que o seu castigo foi bem escolhido.

4º Dia- O seu humor começa a se modificar pouco a pouco, você começa a ficar triste, mas seus amigos não reparam, talvez você finja bem, ou eles estão muito ocupados pra reparar em você. Só de passar na frente de um computador a sua aflição aumenta. Mentalmente você já xinga sua mãe por ter feito isso com você. Você começa a não dormir tão bem.

5º Dia- Você está arrasado, sua aflição é tamanha que até todos à sua voltam ficam tristes também, e quando lhe perguntam o que foi, após a sua resposta dizem: “ Ah deixa de besteira, uma semana, só isso?”. Adivinha o que acontece agora? Lentamente a sua aflição vai se tornando raiva. E você ainda dizia que não era dependente?

6º Dia- Você não está pra ninguém, qualquer coisa lhe tira do sério, é como TPM, mas nesse caso a sigla seria ADN (Abstinência de Internet). Você sem dúvida enfiará um soco na cara do próximo idiota que falar em QUALQUER coisa relacionada à internet. Dormir? Isso é um privilégio que não tem a muito tempo.

7º Dia- Vamos lá, se anima, um diazinho, só, você consegue, não desiste cara. Nesse dia você está frágil, feliz, mas frágil. Todos à sua volta já compreenderam a sua situação, vamos, não desista. Você acordou mais cedo que o normal, afinal, você nem dormiu, são 4 horas da manhã seus pais estão dormindo, lentamente você desce as escadas, liga rapidamente o computador, e novamente pode-se ver a alegria nos seus olhos, tão encantado você esquece da hora. E como a Lei de Murphy existe, a sua mãe levanta ás 6 para te acordar, olha no seu quarto e ops... Você não está lá. Ela desce lentamente os degraus e se aproxima do quarto onde o computador fica, mas antes dela chegar lá ela escuta, a prova que você violou as regras dela, o som de uma nova sms no MSN.

Ela não proíbe mais só uma semana, ela te proíbe de chegar perto do computador durante um mês, arranca o modem e o cabo, te xinga de todas as coisas possíveis, e como se nada tivesse acontecido, sobe as escadas e volta a dormir...


Disse? Tá Dito. :*

terça-feira, 18 de maio de 2010

Ciclo (quase) inacabável.

Sugiro que leia esse texto enquanto escuta Fuck you da Lily Alen, quando terminar dê uma pequena olhada na tradução da música.

Eu pensei bastante no que escrever hoje, mas de fato não saiu nada, então me veio a brilhante idéia de misturar com activia. -n. Lembrei-me então de um acontecido que ocorreu na semana passada. Dia 13 para ser mais exata. Um dos meus professores, vamos chamá-lo de José, achou muito interessante fazer pouco da minha pessoa e do meu posto como líder de sala para brincar com uma das minhas amigas. Realmente fiquei muito triste com isso, não pela humilhação, mas por saber que alguém como ele ensina adolescentes.

Creio que todos vão para escola para aprender. E estamos lá para isso. Não para sermos julgados por pessoas que convivem menos de duas horas por semana conosco e que não tem a mínima noção da vida que levamos ou do oficio que exercemos.

Acho que o nosso país é como é porque pessoas como o José, acham que são capazes de educar, quando os mesmos nem educados são. Por isso acho que uma coisa é ser professor outra é ser educador. Um educador, se preocupa com seus alunos e ao menos, lembra por algumas vezes que os mesmos são pessoas, com sentimentos, sabe? Acho que os diretores deveriam prestar mais atenção nesse aspecto.

Por fim, gostaria de pedir a você, senhor José, que pegue a sua graduação, sua especialização e seu mestrado (coisas que te fazem se sentir tão superior) e deixe isso de lado por um segundo, nesse único segundo você poderá ver o que há verdadeiramente dentro de você: nada. Pois a única coisa que mantém a sua existência é mostrar-se melhor que cada um de nós que estamos naquelas cadeiras. Você realmente acha que isso vai nos fazer pessoas melhores? Deixe que eu responda: não.Então, rezarei, para que os anos se passem rapidamente e você, logo se aposente e frustre seus filhos, em vez dos filhos dos outros, não que eu não tenha pena dos seus filhos, mas muito provavelmente serão como você, e o ciclo não acabará. Até que alguém realmente faça alguma coisa e eu pretendo fazer.Ameaça? Não, isso não é uma ameaça. Isso é o retorno por cada lágrima que rolou no rosto de seus alunos, por cada chama de raiva que nunca apagou-se do peito de cada um.

Disse? Tá dito. :*

segunda-feira, 17 de maio de 2010

No princípio Deus disse: "Faça-se a luz!


Olá,
Como primeiro post do blog, eu pensei em falar sobre algo especial. O porque desse blog ter sido feito.
Eu, graças à Deus, possuo vários amigos e alguns deles, os mais queridos, já vinham tirando a minha paciência a um certo tempo para que eu, Camila, fizesse um. Quem me conhece já sabe, paciência, pra mim, só o jogo, e olhe lá. Acho que por não aguentar a repetição desnecessária dos pedidos acabei fazendo-o. Olha, sou uma boa amiga, não? Não respondam.
Então, vamos aos agradecimentos.

Obrigada @felipegameleira , @luiza__ , @JonaasF , @thiagueirass e @adrianodantasjr .

Alguns deles realmente não sabem que fiz esse blog, mas de certa forma me inspiram com o seus próprios.
Bem, sem mais delongas, declaro aberto esse espaço para fins de divertimento, revolta, tristeza alheios.
Disse? Tá Dito. :*